A Cidade

Trabalho realizado em complemento a oficina “Uma Exploração Intercultural das Letras: Caligrafia, Tipografia e Comunicação visual”, ministrada por Antoine Abi Aad e realizada na BibliaASPA – Biblioteca e Centro de Pesquisas América do Sul – Países Árabes e África. No fim do segundo dia foi lançado o desafio, produzir um trabalho de comunicação visual que mantivesse os questionamentos e técnicas da oficina, mas que representasse algo da nossa cultura. Para isso, cada um deveria escolher um poema ou a letra de uma música brasileira e “escrevê-la” usando a estética dos fios que desenrolam e as proporções do grid. A música escolhida foi uma composição do artista pernambucano Chico Science – responsável por um dos movimento mais autênticos da música popular brasileiras no últimos anos, o maguebit. A letra de “A CIDADE” fala do crescimento populacional sem planejamento, das diferenças dentro da cidade e das relações entre os indivíduos. Na abordagem visual usei a trama baseada nos arames para criar uma teia de linhas de metrô que se erguem sob uma cidade imaginária que funde referências, experiências e, sobretudo, culturas para compor o verso principal da canção “A cidade não para, a cidade só cresce”. Em cada linha de metrô, um grupo de referências que ajudaram a construir o projeto. Minhas próprias escalas, locais que absorvemos em sua oficina, conceitos de design e de relacionamento entre culturas. __ Work done in addition to the workshop "An Intercultural Exploration of letters: Calligraphy, Typography and Visual Communication", by Antoine Abi Aad and held in BibliaASPA - Library and Research Center of South America - Arab Countries and Africa. At the end of the second day challenge it was launched, producing a visual communication work that keeps the questions and workshop techniques, but that represented something of our culture. For this, each should choose a poem or the lyrics of a Brazilian music and "write it" using the aesthetics of wire unwinding and grid proportions. The chosen song was a composition of the artist from Pernambuco Chico Science - responsible for one of the most authentic movement of Brazilian popular music in recent years, maguebit. The lyrics of "THE CITY" speaks of population growth without planning, the differences within the city and the relationships between individuals. Visual approach used the plot based on the wires to create a web of subway lines that rise in an imaginary city blowing references, experiences and above all cultures to compose the main line of the song "The city does not stop, the city only grows ". In every subway line, a group of references that helped build the project. My own scales, locations that absorb in his workshop, design concepts and relationships between cultures.

Back to Top